• Nossa Senhora do Carmo

    nsracarmoA Ordem celebra a Solenidade da Virgem Maria, Mãe do Carmelo, a quem deve tudo o que é. No início do séc. XIII, nasceu juridicamente a Ordem do Carmo com o título de Santa Maria do Monte Carmelo. Esta invocação, que exprime o conjunto de benefícios recebidos de nossa Padroeira, começou, no século XIV, a celebrar-se na Inglaterra com toda a solenidade, expandindo-se rapidamente por toda a Ordem, e atingiu o seu apogeu nos princípios do séc. XVII, quando um Capítulo Geral declarou esta comemoração como a festa principal e mais solene de toda a Ordem; foi também reconhecida como a festa principal para a confraria do Santo Escapulário pelo Papa Paulo V. A Liturgia desta solenidade constitui uma ação de graças ao Pai por este dom imenso do seu Amor e, ao mesmo tempo, canta as glórias de Maria na contemplação do seu mistério e da sua missão de Mãe de todos os homens e como Rainha do Carmelo. Para nós, carmelitas, Maria é a Virgem Orante, modelo na meditação, vivência e pregação da palavra; Maria é a Mãe Espiritual que acompanha o nosso crescimento até à plenitude de Cristo, desde as águas do batismo até à Glória de Deus. – Leitura: Is 35, 1-2 Oração: Venha em nossa ajuda, Senhor, a intercessão da gloriosa e Bem-Aventurada sempre Virgem Maria, Mãe e Rainha do Carmelo. Concedei-nos, por sua intercessão, chegarmos à verdadeira montanha, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
  • Santa Terezinha do Menino Jesus

    santateresinhadomeninojesusNasceu em Alençon (França) no dia 2 de janeiro de 1873. Entrou para o Carmelo de Lisieux no dia 9 de abril de 1888. Exercitou-se de modo singular na humildade, simplicidade evangélica e confiança em Deus, virtudes que também procurou inculcar nas suas irmãs, especialmente nas noviças. Oferecendo a sua vida pela salvação das almas e pela edificação da Igreja, morreu num êxtase de amor no dia 30 de setembro de 1897. A oração litúrgica é expressão da vida espiritual da Santa. Com ela cantamos a experiência de Deus na sua alma, bem como o Amor Misericordioso que fez dela o amor no coração do Corpo Místico de Cristo e a levou a oferecer-se como oblação agradável a Deus, para que todos os homens cheguem ao conhecimento da verdade e à unidade que o próprio Jesus havia pedido ao Pai. João Paulo II a proclamou Doutora da Igreja em 1997, no dia 19 de outubro. Leitura: Rm 8, 14 – 17 Oração: Deus de infinita bondade, que abris as portas do vosso Reino aos pequeninos e humildes, fazei que sigamos confiantes o caminho espiritual de Santa Teresa do Menino Jesus, para que, pela sua intercessão, cheguemos à revelação da vossa Glória. Por N.S.J.C.
  • Profeta Elias

    profetaeliasO Profeta Elias aparece nas Sagradas Escrituras como o “Homem de Deus”, que caminha na presença do Senhor e que, abrasado de zelo, luta pela defesa do culto do Deus único e verdadeiro. Defendeu os direitos de Deus num desafio público, realizado no Monte Carmelo entre ele e os sacerdotes de Baal. No Monte Horeb entregou-se à íntima experiência do Deus Vivo: nele se inspiraram os primeiros eremitas (frades carmelitas)que, por volta do final do século XII, iniciaram no Monte Carmelo um novo estilo de vida, que originou a Ordem dos Irmãos da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo; e assim o Profeta Elias é considerado o Fundador Ideal da Ordem do Carmo. – Leitura: 2 Pd 1, 19-21. Oração: Deus eterno e todo Poderoso, que concedestes ao vosso Profeta Elias, nosso Pai, viver na vossa presença e inflamar-se de zelo pela vossa glória, concedei-nos que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos no mundo testemunhas do vosso amor. Por N.S.J.C.
  • São Simão Stock

    sao-simao-stock Nasceu na Inglaterra, no Condado de Kent, em 1165. Logo que aprendeu a falar, encontravam-no rezando diante da imagem da Virgem Maria. Aos 12 anos, desejou a vida consagrada a Deus, mas seus pais não o permitiram. Consolado e animado pelas palavras da Virgem Mãe de Deus, partiu para a solidão, escolhendo por habitação a concavidade do tronco de uma árvore; e deste fato lhe veio o sobrenome Stock que significa “tronco”. Mais tarde abandonou a solidão e, completando seus estudos, foi ordenado sacerdote. Em 1245, foi eleito Geral da Ordem. Alcançou de Sua Santidade, o Papa Inocêncio IV, 3 Breves honoríficos para a Ordem. Como nessa época desejassem anular o título de Irmãos da Bem-Aventurada Virgem Maria, estando em oração na noite de 15 para 16 de julho, pediu à Santíssima Virgem que concedesse à sua Ordem um sinal que a distinguisse e a defendesse. A Santíssima Virgem apareceu-lhe tendo nas mãos o hábito da Ordem e lhe disse: “Este será o privilégio para ti e todos os Carmelitas; quem morrer com ele, não padecerá o fogo eterno”. Teve início aí, a devoção do Escapulário do Carmo. Faleceu a 16 de maio de 1265, tendo passado toda a sua vida no serviço da Santíssima Virgem Maria. – Leitura: Jo 15, 9 – 17 Oração: Senhor, que chamastes São Simão para vos servir na Ordem dos Irmãos da Bem-Aventurada Maria do Monte Carmelo, concedei-nos, por sua intercessão, que também nós vos sirvamos sempre e cooperemos na salvação de todos os homens. Por N.S.J.C.
  • Beato Tito Brandsma

    beatotiobrandsmanNasceu na cidade de Bolsward, na Frísia (Holanda), no ano de 1881. ainda muito jovem, entrou para a Ordem do Carmo e foi ordenado sacerdote em 1905. estudou em Roma, onde conseguiu o grau de Doutor em Filosofia na Universidade Gregoriana. Retornando para a Holanda, ensinou em diversas escolas e foi nomeado professor de Filosofia, Teologia Mística e História, na Universidade Católica de Nimega, da qual também foi eleito “Reitor Magnífico”. Salientou-se pela sua afabilidade para com todos. Foi jornalista profissional e, em 1935, foi designado Assistente Eclesiástico dos jornalistas católicos. Opôs-se à ocupação nazista na Holanda e, baseando-se no Evangelho, combateu tenazmente a ideologia do Nacional Socialismo (Nazismo), defendeu a liberdade da educação e da Imprensa católicas e protestou contra a perseguição às crianças de origem judaica. Por estas razões foi preso: começava desta forma o seu Calvário de campo em campo, de prisão em prisão, depois de tantos sofrimentos e humilhações, foi assassinado em Dachau, no ano de 1942. Até o seu último suspiro, não se cansou de levar a paz e o conforto espiritual a todos os seu colegas de prisão. No meio de inúmeros atrozes sofrimentos soube comunicar o bem, o amor e a paz. No dia 3 de novembro de 1985 foi proclamado beato da Igreja de Cristo pelo Papa João Paulo II. Leitura: 1 Jo 5, 3-5. Oração: Senhor Deus, fonte e origem da vida, infundistes no Beato Tito a força do vosso Espírito e a coragem, para, mesmo durante a crueldade da perseguição e do martírio, proclamar a liberdade da Igreja e a dignidade da pessoa humana. Concedei-nos, por sua intercessão, empenharmo-nos na construção do Reino da justiça e da paz, sem nos envergonharmos do Evangelho, e que, em cada momento da vida, reconheçamos a vossa presença misericordiosa. Por N.S.J.C.